O Ministério da Saúde quer saber sua opinião sobre tratamentos de PrEP e Truvada pelo SUS

Hey pessoal… decidi postar esse material no Três pois sempre que possível gosto de compartilhar boas novidades e ajudar no engajamento de assuntos que são do nosso interesse. Você sabe o que é PrEP? E Truvada? Sabia que o SUS, em breve, pretende ajudar (e muito) com o combate à transmissão do HIV e você pode ser parte fundamental nisso?

Pois é, um amigo compartilhou esse texto do Ricardo Vasconcelos e irei publicar aqui, na íntegra, com links e tudo mais que ele tem direito 😉

 

PrEP, Truvada e tratamentos pelo SUS – Você pode participar dessa revolução

A população gay é, desde o início da epidemia de HIV, atingida de maneira desproporcional pelo vírus, e a recomendação do uso da camisinha como estratégia isolada de prevenção já se mostrou insuficiente para controlar de modo eficaz o aumento nos casos da doença no Brasil. E, particularmente nos últimos anos, a proporção de gays entre os novos casos de infecção pelo HIV tem aumentado de maneira significativa.

Por causa disso, a medicina desenvolveu ferramentas adicionais que, associadas ao uso do preservativo, fossem capazes de proteger os indivíduos mais vulneráveis e reduzir rapidamente o número de novas infecções.

A PrEP – Profilaxia Pré Exposição – com o uso diário de Truvada é reconhecida desde 2012 como uma das novas ferramentas mais potentes para prevenção do HIV, fazendo com que diversos países do mundo adotassem a estratégia obtendo resultados bastante positivos. Um exemplo é o Reino Unido, que depois de apenas um ano de uso de PrEP pela população gay atendida pela Clínica da Dean Street, a maior clínica de DSTs de Londres, conseguiu reduzir pela metade o número de novos casos de infecção por HIV diagnosticados naquele serviço.

No Brasil, o projeto de implantação da PrEP como política pública de saúde tem se arrastado por anos sem muito sucesso. Havia inclusive sido prometido para Dezembro/2016, sem no entanto nada de concreto até agora.

Atualmente a implantação da PrEP no Brasil encontra-se em fase final de avaliação por uma comissão que assessora o Ministério da Saúde na incorporação de novas tecnologias ao SUS, chamada CONITEC, e a boa notícia é que mais um passo nesse processo foi dado hoje. Pela lei brasileira, antes de se incorporar uma nova tecnologia ao SUS é preciso que se faça antes uma consulta pública para que a sociedade civil seja ouvida e possa opinar com seus argumentos a favor e contra essa incorporação. Essas contribuições serão levadas em consideração pela CONITEC para decidir se teremos ou não PrEP pelo SUS.

Hoje, dia 23 de fevereiro foi aberta a consulta pública sobre a proposta de incorporação da PrEP como estratégia de prevenção do HIV disponível pelo SUS para populações chave de alta vulnerabilidade, como por exemplo os gays. Essa consulta pública ficará aberta por 20 dias – e você pode se informar melhor aquie qualquer pessoa interessada em opinar pode preencher um formulário eletrônico disponível clicando no botão abaixo:


0223_Truvada pelo SUS preencha
(a página é meio feiona mesmo, não se assustem e nem achem que é vírus, rs)

A cada dia que passa sem que tenhamos a PrEP disponível no Brasil mais e mais pessoas vulneráveis à infecção pelo HIV, que não conseguem se proteger apenas com o uso da camisinha, se contaminam com o vírus e terão que passar o resto de suas vidas lutando contra o preconceito e em tratamento para manter sua doença sob controle.

Agora é a hora de todos nós fazermos a nossa parte e contribuirmos na história da luta contra o HIV no Brasil.

Vamos juntos melhorar as condições dos LGBTs no Brasil e, de quebra, transar e se divertir sem medo!

Post anterior Próximo post

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.