Refúgio – O Musical conquista pela simplicidade e bom humor

Alguns meses depois de sair de cartaz, Refúgio – O Musical volta para os palcos e promete repetir o sucesso do ano passado. O espetáculo, que fez sua primeira temporada de junho a outubro de 2016, arrancou risos e suspiros na última sexta-feira (3) de um público que não se incomodou com a meia hora de atraso e a bilheteria (sempre) desorganizada do Teatro União Cultural, no Paraíso.

Com texto e músicas originais tocadas ao vivo, Refúgio – O Musical é simples e eficiente. Seus oito atores cantam e divertem enquanto contam uma história comum e gostosa. Sem reinvenções ou malabarismos, mas diversão garantida para uma sexta-feira em São Paulo, o musical recria uma atmosfera familiar problemática sem pesar e entretém com elenco afinado e criativo.

Em tempos que o teatro luta para se manter em pé e qualquer Rouanet é privilégio dos grandes, o circuito “alternativo” (e por conta própria) traz oito atores e dois músicos (excelentes piano e violoncelo) contando uma história como a minha ou a sua, sobre enfrentar a si mesmo e os desafios da vida sendo gay, sendo você.

Refúgio – O Musical é uma adaptação do curta-metragem Refúgio (dirigido por Pedro Diniz e roteirizado por Biondi), que recebeu os seguintes prêmios: Melhor Filme pela escolha do público – Festival de Cinema Art Déco em São Paulo; Melhor Curta Estrangeiro – Festival Fairlux, na França; Melhor Roteiro – 3o Festival de Cinema da Escola de Santa Catarina; Filme convidado para abertura – 2o Yellowdelic.

Como o próprio Pedro comenta em seu vídeo, Refúgio é uma adaptação de “Shelter” (ou “De Repente Califórnia”), um conto de fadas gay californiano. Nos palcos, a “cereja do bolo” fica por conta da atuação das mulheres. Roseli (Lilian Borges) traz uma veia humorística natural para a história, sem exageros e timing ideal para o papel de governanta na casa da família do Max (o protagonista) e Júnior (o “irmão hétero”, feito pelo lindo Thiago Schreiter).

Refugio O Musical teatro gay espetáculo gay musical gay LGBT sao paulo

Do lado de Lucas, outro protagonista da história, a atriz Denise Machado interpreta Joyce, a mãe saidinha e displicente do jovem que está em crise com sua orientação sexual. Outra ótima interpretação é de Brenda, personagem da jovem Luma Gouveia, a amiga mais “miga” que você já viu… um estereótipo perfeito daquela parceira de todas as horas, sempre disposta a fazer uma gozação ou se comprometer quando mais precisamos. Assista ao espetáculo, divirta-se e compartilhe cultura LGTBS com seus amigos!

A direção é de Alexandre Biondi e o espetáculo fica em cartaz todas as sextas-feiras às 21h, por curta temporada.

 

SERVIÇO / REFÚGIO – O MUSICAL

Classificação: a partir de 16 anos
Duração: 90 minutos
Data: de fevereiro a maio de 2017 / Sextas-feiras às 21h
Teatro União Cultural
Rua Mário Amaral, 209 – Paraíso – São Paulo-SP
Telefone: (11) 2148-2900

Bilheteria do teatro – quarta a sábado das 14hs às 21hs, domingo das 14hs às 20hs
Ingressos: R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia)

Venda antecipada de ingressos com super desconto é só clicar nesse link aqui.

Post anterior Próximo post

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.