Parada Gay 2017 terá como tema religião e estado, afirmam organizadores

A maior Parada Gay da América Latina é em São Paulo, e para o próximo ano um tema já foi definido com a maioria dos votos: Estado Laico. A reunião que definiria o tema da Parada Gay 2017 aconteceu há menos de um mês e contou com a participação de ONGs, coletivos e militantes autônomos.

Na primeira reunião outros temas dentro do universo gay, como educação, protagonismo das mulheres LBT e família foram citados, mas com 26 votos a laicidade do Estado ganhou com breve maioria.

Sobre os outros temas para a Parada Gay 2017

Protagonismo das Mulheres LBT: com presença de representantes da Caminhada de Mulheres Lésbicas e Bissexuais e defesa da militante Ziza, apresentou-se a demanda que este segmento tem e o histórico de ações que as mulheres tem vivido, juntamente com sua necessidade de levar essa pauta para a sociedade.

Família: contrapondo o Estatuto da Família e a pluralidade das famílias atuais, defendido por Nelson Matias (um dos sócio fundadores da APOGLBT SP), é uma necessidade constante discutir este tema com a sociedade para garantir direitos conquistados e assegurar a igualdade perante a Lei das famílias constituídas e que não estão amparadas no estatuto.

Educação: apresentado por Felipe Oliva, idealizador do Vote LGBT, levou questões sobre a Ocupação das Escolas, Ideologia de Gênero, questões relacionadas a PEC e a educação como um todo vieram à tona para a Parada Gay 2017.

Estado Laico: Welton Trindade, jornalista e militante, apresentou a quantidade de parlamentares religiosos eleitos que, juntos, somam quase metade da câmara de deputados e o quanto importante é enfatizar um Estado Laico.

Como próximos passos, a equipe da APOGLBT definirá o slogan e justificativa para a Parada Gay 2017 que acontecerá entre junho e julho de 2017.

E aí, gostou do tema?

Post anterior Próximo post

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.